Educação

Alunos com dificuldades terão apoio extra na rede estadual em Mato Grosso, anuncia secretaria

Em 2016 o Sistema de Ciclo de Formação Humana terá um professor articulador atuando no laboratório de aprendizagem dando apoio ao aluno que apresentar defasagem de aprendizado, ou seja, dificuldade de acompanhamento nas disciplinas em sala de aula. Outro componente novo que será implantado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) é a avaliação externa que ocorrerá no início do ano letivo com os alunos dos 2º, 4º, 6º e 8º anos do Ensino Fundamental e 1º e 2º do Ensino Médio.

“Um profissional vai trabalhar com os alunos que apresentarem defasagem em um plano de ação com o professor regente (da sala de aula) para poder assegurar a aquisição das capacidades que não foram adquiridas durante o período letivo corrente. O objetivo é fazer com que o aluno possa progredir, mas tendo capacidade adquirida”, frisou o secretário adjunto de Política Educacional da Seduc, Gilberto Fraga de Melo.

A avaliação externa deverá ser realizada na segunda semana de aula. “Então, se nós vamos fazer uma avaliação para o 6º ano, por exemplo, de fato nós avaliaremos o que o aluno deveria ter aprendido até o 5º ano. Se vamos fazer com o 1º ano do Ensino Médio é para verificar o que ele deveria ter aprendido até o 9º ano”, expli-cou Melo.

Os testes da avaliação externa serão conduzidos pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG). “Teremos um diagnóstico real da proficiência no Estado de Mato Grosso. E a partir daí cada escola terá o seu resultado nos conjuntos escola e turma, mas na individualidade do aluno. E assim, cada unidade elaborará um plano de ação para suprir essas defasagens de aprendizagem. O laboratório com o professor articulador é uma delas”, disse o secretário adjunto.