Educação

Alunos de Mato Grosso podem participar de concurso nacional de redação

O prazo para inscrição no 2º Concurso de Redação da DPU (Defensoria Pública da União) se encerra no próximo dia 16 de outubro. A competição, que tem como tema “Tráfico de pessoas – Diga Não!”, é dirigida exclusivamente aos estudantes das escolas públicas do Ensino Fundamental e Médio, incluída a modalidade de Jovens e Adultos (EJA).

Podem concorrer trabalhos em cinco categorias: Redação I – para alunos do 6° ao 9° ano do ensino fundamental; Redação II – alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio; Redação III – alunos do EJA do 6° ao 9° ano do ensino fundamental; Redação IV – alunos do EJA do 1° ao 3° ano do ensino médio; Categoria Escola – para estabelecimentos de ensino da Rede Pública que desenvolverem atividades de sensibilização e mobilização sobre o tema.

Uma comissão, composta por, no mínimo, cinco integrantes a serem designados em ato específico do defensor público-geral da União, vai eleger a melhor redação de cada categoria, referente a cada estado da Federação.

O aluno e o professor vencedores em primeiro lugar de cada Estado receberão um tablet, além de certificado de premiação. Cada uma das três escolas vencedoras da Categoria Escola receberá o certificado de premiação e reconhecimento da DPU e o valor de R$ 10 mil, a ser aplicado em equipamentos em proveito dos alunos.

A coordenadora do Ensino Médio da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Célia Margarida Leite, destaca que o concurso é uma oportunidade para o estudante divulgar ideias e exercitar os ensinamentos absorvidos nas aulas de Língua Portuguesa, por exemplo. “Além disso, os estimula a refletir sobre o grave problema de tráfego de pessoas, sobre a educação em direitos e cidadania”, frisa.

Para concorrer os trabalhos devem ser realizados no ambiente de sala de aula; confeccionado no Formulário de Redação, disponibilizado no endereço eletrônico do 2º Concurso da DPU; ser devidamente identificado; tratar do tema proposto; ser realizado individualmente; e ser inédito e original.