Educação

Pesquisadores discutirão em Cuiabá formação de professores em Encontro Nacional

Cuiabá recebe em agosto mais de três mil pessoas entre pesquisadores, professores e estudantes para discutir formação de professores, didática e prática de ensino. O Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino (Endipe) será realizado dos dias 23 a 26 de agosto, no Centro de Eventos do Pantanal.

Realizado no Brasil há 37 anos, o Endipe será um grande encontro, com feira de livros, exposições artísticas, lançamentos de livros e apresentações de trabalhos. “É um momento ímpar para nós que respiramos Educação o ano todo, o fato de estar aqui em Mato Grosso pela primeira vez mostra que o Endipe sai dos grandes centros para ouvir o que o Brasil, a Amazônia, o Cerrado tem a dizer sobre as experiências de ensino, de sala de aula”, destacou o coordenador geral do evento em Cuiabá, Silas Monteiro, diretor do Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

De acordo com ele, a expectativa é enorme para que os profissionais do Estado se façam presente, tragam sua contribuição. “O Endipe 2016 será uma voz silenciosa se não contarmos com a participação dos mato-grossenses e suas ricas experiências”.

O tema “A Didática e prática de ensino no contexto político contemporâneo: cenas da educação brasileira” dará a tônica ao encontro. A programação será dividida em três eixos: Didática e prática de ensino: desdobramentos em cenas na educação pública; Didática, profissão docente e políticas públicas; e Didática e prática de ensino nas diversidades educacionais.

O primeiro terá como coordenadoras as professoras Katia Morosov Alonso e Dejacy Arruda Abreu e contará com três subeixos: Didática: relação teoria/prática na formação escolar; Práticas pedagógicas: constituição da docência em outros olhares; e Modos do ensinar e aprender em experiências.

O segundo eixo, coordenador pelo professor Kilwangy kya Kapitango-a-Samba, superintendente de Formação dos Profissionais da Educação da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), composto dos seguintes subeixos: Didática, saberes e experiências formativas nos diferentes níveis educativos; Didática, currículo e avaliação; Políticas públicas, formação continuada/desenvolvimento profissional docente.

Já o eixo temático 3, sob coordenação das professoras Regina Aparecida da Silva e Michelle Jaber, conta com os subeixos Didática e prática de ensino nos diálogos de saberes, currículos e culturas; Didática e prática de ensino na inclusão e no reconhecimento de saberes; e Didática e prática de ensino nos desafios e nas criações do contemporâneo.

Para o professor Kapitango, o Endipe é um momento excelente, tendo em vista os temas que nele serão abordados e a sua dimensão educativa. “A participação nesse evento é uma forma dinâmica de diversificar as oportunidades formativas. Os docentes da educação básica encontrarão no Endipe o espaço para vislumbrar novos paradigmas e novas perspectivas de trabalho docente e de inspiração para investigação e estudos pós-graduados”.