Esportes

Atlético Mineiro vence Grêmio e Ronaldinho faz 2

O Atlético-MG acabou com o jejum de seis jogos sem vitórias, derrotando o Grêmio por 2 a 0 neste domingo, em jogo realizado na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. O triunfo foi o primeiro do Galo no Campeonato Brasileiro e acabou com a invencibilidade gremista na competição.

Os dois gols do jogo foram anotados pelo ex-gremista Ronaldinho Gaúcho. No primeiro, R10 cobrou pênalti com categoria, acertando o canto esquerdo do goleiro Dida. O detalhe ficou por conta da comemoração do jogador, que vibrou bastante, inclusive com direito à dancinha.

O segundo gol saiu já nos acréscimos do segundo tempo, após boa jogada de Neto Berola pela direita. O velocista rolou para Ronaldinho, que não perdoou o Grêmio. Com a vitória, o Galo encerra a série de seis partidas sem vencer e chega ao quarto ponto no Brasileiro, deixando o Tricolor com 7.

Na sequência da competição, o Atlético-MG terá compromisso contra o Santos, na quarta-feira, na Vila Belmiro. Já o Grêmio receberá o São Paulo no mesmo dia, na Arena, no último jogo antes de mineiros e gaúchos ganharam um descanso forçado devido à Copa das Confederações.

O jogo – Atuando em casa, o Atlético-MG iniciou a partida pressionando os gaúchos e quase marcou com Alecsandro, que recebeu assistência de peito de Ronaldinho. O lance levantou a torcida nas arquibancadas e deu mostras que o Galo queria jogo.

Candidato ao título brasileiro, o Grêmio não aceitou pacificamente o ímpeto ofensivo dos atleticanos e também procurou agredir os mineiros, o que garantiu um duelo de muita movimentação. De um lado, Kleber e Barcos deram trabalho para os defensores alvinegros; de outro, Tardelli e Luan inverteram posições pelos lados do campo, dificultando a marcação gremista.

Atacando mais, o Galo quase chegou ao gol com Leonardo Silva, que desviou cobrança de escanteio e acertou o travessão de Dida. Mesmo desfalcado de atletas importantes, como Bernard, Réver e Jô, que servem a Seleção Brasileira, o Atlético-MG conseguiu imprimir um bom ritmo de jogo, valorizando a posse de bola.

Já o Grêmio, sem Fernando e Vargas, procurou jogar nos contra-ataques, ameaçando em algumas oportunidades, como no caso do arremate de longa distância de Souza, que explodiu na trave de Victor. A resposta do Galo veio com Alecsandro, que dentro da área errou o alvo, mandando sobre o travessão do goleiro gremista.

Atlético-MG e Grêmio voltaram para o segundo tempo com um ritmo mais lento, com as duas equipes se estudando muito e sem pressa para atacar. Aos poucos, o Galo foi acelerando o jogo e tentando encontrar espaços na fechada defesa visitante. Sem atacar muito, o time de Luxemburgo atuou com tranquilidade, não rifando a bola a todo o momento.

O panorama da partida só começou a mudar aos 12 minutos, quando Alecsandro foi lançado dentro da área e o goleiro Dida derrubou o atacante alvinegro. O árbitro goiano André Luiz de Freitas Castro não titubeou e marcou pênalti para os mineiros. Na cobrança, Ronaldinho Gaúcho acertou o canto esquerdo do goleiro gremista, vibrando muito na comemoração, que enlouqueceu a Arena do Jacaré.

Com o gol atleticano, não coube alternativa ao Grêmio a não ser adiantar as linhas de marcação para tentar buscar o empate. A postura do Tricolor deixou a partida aberta até o último minuto. Enquanto os gremistas agrediam, o Galo tentava emplacar uma jogada em velocidade para definir o jogo, o que aconteceu aos 47, quando Neto Berola arrancou pela direita e rolou para R10 fechar o placar.