Esportes

Clubes querem adiar começo da Copa Mato Grosso

Dos seis times confirmados para disputar a 10ª edição da Copa Mato Grosso, pelo menos quatro deles querem a alteração da data de abertura da competição, marcada para iniciar no próximo dia 22. Dirigentes do Sorriso, REC, União e Clube Esportivo Operário Várzea-grandense articulam entrar com pedido junto a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) para prorrogar o início do torneio seletivo à Copa do Brasil do próximo ano.

O presidente do União, Carlos Rufino, já protocolou na última sexta-feira ofício solicitando o adiamento da disputa do dia 22 para a primeira quinzena de outubro. "Não tem como iniciarmos a Copinha já no dia 22. Temos menos de 15 dias para montarmos o nosso elenco. É pouco tempo para montarmos a estrutura de um time profissional. Caso não haja uma prorrogação de data, acho difícil o União disputar o torneio", afirmou Rufino.

O empresário César Gaúcho, do Operário Várzea-grandense, concorda com o dirigente colorado. Segundo ele, a federação precisa ouvir mais os clubes. "A federação precisa ouvir mais os clubes. Não nos consultaram para ver se queremos mesmo o início para o dia 22. A data está muito em cima. Precisamos de mais tempo para montarmos a equipe", assinalou Gaúcho, ressaltando que Mixto e Luverdense levam vantagem sobre os demais clubes por estarem em atividade disputando os Campeonatos Brasileiros da Série D e C, respectivamente.

A primeira rodada da Copa Mato Grosso marca os confrontos entre Luverdense e Sorriso pela Chave A. Pela B, tem União e REC.