Esportes

Com golaço de Everton Ribeiro, Cruzeiro bate Flamengo e abre vantagem

O Cruzeiro comemorou uma vitória especial nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil: em casa, a torcida viu Everton Ribeiro fazer um golaço, uma verdadeira obra de arte, no segundo tempo. A festa só não foi completa porque o Flamengo marcou um gol na sequência, após falha de Dedé. Dessa forma, o placar ficou 2 a 1 e o Cruzeiro precisará apenas de um empate no jogo de volta para avançar às quartas de final. Já o Flamengo terá que vencer, sendo que uma vitória simples, por 1 a 0, já bastará para a classificação direta.

O Flamengo foi para o jogo com boa postura defensiva, que funcionou nos primeiros minutos, já que o Cruzeiro só assustou em um lance de bola parada, com Bruno Rodrigo. Mas aos poucos o time mineiro passou a se encontrar e Borges teve grande chance, mas Felipe defendeu. Depois ainda houve um lance polêmico em que Willian foi travado na área e pediu pênalti para o Cruzeiro, mas o juiz não marcou.

Recuado, o Flamengo só chegou no ataque com jogadas individuais – aos 23min, Marcelo Moreno aplicou um belo drible em Dedé e chutou na trave, mas foi só. Logo o Cruzeiro fez valer seu domínio na partida e fez gol: após finalização de Ricardo Goulart, Felipe defendeu no reflexo, mas ninguém marcou a chegada de Willian, que aproveitou o rebote e abriu o placar.

O gol deixou o Flamengo ainda mais perdido e por isso Cruzeiro teve outra grande chance, aos 42min. Confiante, Willian fez boa jogada pela direita e tocou na medida para Everton Ribeiro, mas ele chutou fraco demais

O primeiro tempo acabou, mas no segundo nada mudou e o Cruzeiro voltou a ter as melhores oportunidades. Aos 8min, Borges girou na entrada da área e ficou de frente para Felipe, mas perdeu outro gol. Logo depois, Bruno Rodrigo quase marcou de cabeça, mas a bola foi para fora por pouco.

E então aconteceu o golaço de Everton Ribeiro. Após bom passe na ponta direita, o meia entrou na área de frente para Luiz Antonio e o encobriu perfeitamente. Antes da bola cair, Everton calibrou o pé esquerdo e acertou uma bomba no ângulo, sem chances para Felipe, que só viu a "pintura" ser concluída.

Um momento tão brilhante teria tudo para empolgar os cruzeirenses, ainda mais com a estreia de Júlio Baptista, que saiu do banco logo depois. Mas o time tomou um banho de água fria aos 23min: Dedé falhou feio ao afastar um perigo na área, a bola bateu na trave e Carlos Eduardo fez o gol facilmente no rebote. No final do jogo a defesa do Cruzeiro ainda acumulou outros erros, mas o ataque prendeu a bola para que a festa da torcida não fosse totalmente estragada.