Esportes

Copa das Confederações: Itália encara Japão buscando vaga na semi

Depois de estreias distintas, Itália e Japão se enfrentam nesta terça-feira, às 19 horas (de Brasília), na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na região metropolitana do Recife. O jogo, válido pela segunda rodada do Grupo A – mesmo do Brasil -, pode selar a classificação dos italianos para a semifinal da competição e o adeus precoce dos japoneses.

Se o Brasil vencer o México na partida das 16 horas (de Brasília), o Japão precisará, no mínimo, de um empate contra os italianos para continuar sonhando com uma vaga na segunda fase. Por outro lado, a Itália garantirá a classificação caso vença e a partida entre brasileiros e mexicanos termine empatada ou com vitória do Brasil.

Apesar da fragilidade demonstrada no jogo diante da Seleção Brasileira, quando perdeu por 3 a 0, o Japão entra em campo com "uma leve vantagem" para esta partida. A opinião é do treinador da Itália, Cesare Prandelli.

"Eles tiveram um dia a mais de descanso. Além disso, Alberto (Zaccheroni, italiano e técnico da seleção japonesa) nos conhece muito bem. Ele sabe como nós trabalhamos. Imagino que esteja preparando uma armadilha para nós", disse Prandelli.

Considerado por parte dos italianos o melhor jogador da seleção atualmente, o volante Andrea Pirlo, autor do primeiro gol contra o México, é a principal fonte de preocupação dos japoneses.

"É o maestro da equipe, um jogador fantástico. Temos que dificultar a vida dele desde o início do jogo. A Itália sempre teve uma grande seleção. Eles são muito sólidos na defesa e extremamente bem organizados", afirmou Makoto Hasebe, meio-campista do Japão.

A seu favor, os italianos têm o retrospecto: nunca foram derrotados pelos japoneses. O Japão, por sua vez, conta com o fato de já ter chegado a uma final da competição, enquanto a Itália tenta alcançar pela primeira vez a segunda fase.

Ficha técnica
Itália x Japão

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 19 de junho de 2013, quarta-feira
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Diego Abal (Argentina)
Assistentes: Juan Pablo Belatti e Hernan Maidana (Argentina)

ITÁLIA: Buffon; Abate, Chiellini, Barzagli e De Sciglio; Pirlo, De Rossi, Montolivo, Giaccherini e Marchisio ; Balotelli
Técnico: Cesare Prandelli

JAPÃO: Kawashima; Uchida, Yoshida, Konno e Nagatomo; Hasebe, Endo, Kiyotake e Honda; Kagawa e Okazaki
Técnico: Alberto Zaccheroni