Esportes

Corinthians fica no zero com Grêmio e aumenta jejum

Com nova atuação ruim do sistema ofensivo, o Corinthians voltou a sair de campo sem marcar gols. Na noite desta quarta-feira, o time alvinegro ficou no empate por 0 a 0 com o Grêmio no Pacaembu pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil e aumentou para sete o número de partidas sem vencer contando também o Campeonato Brasileiro – de todas, a equipe só fez gol em uma delas, na derrota para o Goiás.

Sem sofrer gols em casa, o Corinthians pode ao menos "comemorar" o fato de ir para o Rio Grande do Sul com a vantagem se classificar caso empate com gols. O duelo de volta entre as duas equipes está marcado apenas para daqui um mês – será realizado no dia 23 de outubro, uma quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), na Arena do Grêmio.

Na esperança de espantar a má fase, o Corinthians começou bem o duelo desta quarta-feira e manteve o domínio do confronto no primeiro tempo. A equipe alvinegra, no entanto, só chegou pela primeira vez aos 14min e foi prejudicada: Guerrero recebeu na mesma linha do último defensor gremista e concluiu para o gol, mas o assistente anotou impedimento. Sem se acertar, o time gaúcho ainda viu Rhodolfo tirar bola em cima da linha para evitar gol corintiano em cobrança de falta aos 23min.

Sem acertar a saída do campo de defesa para o ataque, o Grêmio sequer conseguia assustar em contra-ataques O clube alvinegro, entretanto, não pressionava o time tricolor e criava pouco. Os corintianos só tiveram mais duas boas chances antes do fim da etapa inicial, ambas com Emerson, mas não conseguiu inaugurar o marcador.

Com Ibson no lugar de Maldonado para tentar melhorar a criação do clube alvinegro, o Corinthians voltou para o segundo tempo e manteve a partida nos mesmos moldes dos 45 minutos iniciais. Mesmo com mais posse de bola, os donos da casa criavam raríssimas chances efetivas. A primeira boa chance da etapa final foi do Grêmio, que viu Vargas cobrar boa falta aos 19min, mas Cássio espalmou bem.

Nem a entrada de Alexandre Pato no lugar de Guerrero, que fez mais uma péssima atuação, melhorou o rendimento ofensivo corintiano. No fim do jogo, os donos da casa tentaram exercer uma pressão contra o clube gaúcho, que recuou e tentou manter o empate. A pressão alvinegra se limitou a toques de lado e, sem conseguir criar jogadas, o time paulista saiu de campo mais uma vez sem balançar as redes e ouvindo tímidas vaias de torcedores.