Esportes

Furacão vence o Santos e segue arrancada épica

O Atlético Paranaense segue com sua arrancada épica no Campeonato Brasileiro 2013 e chegou a 11ª partida seguida sem derrota na competição ao vencer o Santos, por 2 a 1, na Vila Capanema. Com o resultado, o Rubro-Negro chega aos 33 pontos, segue no G-4 e cada vez mais próximo da liderança. Já o Peixe teve sua sequência de três vitórias interrompida e, com 22 pontos, fica fora da lista dos dez primeiros.

O Furacão precisou de cinco minutos para abrir o placar, com Marcelo, que aproveitou contra-ataque, para entrar na defesa alvinegra e fuzilar para as redes. Marco Antônio fez o segundo, aos 37 minutos, aproveitando confusão na área. Depois do intervalo, a partida seguiu movimentada e o time paulista descontou aos 41 minutos, com Emerson.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Vasco da Gama, domingo, no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Já o Santos terá pela frente o Goiás, sábado, na Vila Belmiro.

O jogo – O Peixe começou a partida mostrando velocidade e, logo aos dois minutos, Éverton Costa recebeu o lançamento, abriu espaço e arriscou o chute, pela linha de fundo. O Rubro-Negro respondeu com William Rocha, que mandou um petardo para Durval afastar de cabeça. Mas, aos cinco minutos, a chegada foi fatal. Após contra-ataque, Paulo Baier lançou Marcelo, que deixou a marcação para trás e fuzilou para dentro das redes.

O Atlético conseguiu segurar o ímpeto inicial do Santos e, após o gol, passou a dominar as ações. Aos 12 minutos, Marcelo desviou de cabeça na área e Aranha fez boa defesa. Durval devolveu com 13 minutos, após cruzamento de Leandrinho, mas errou o alvo, mandando para fora. Aos 15 minutos, William Rocha caiu no gramado com dores no joelho e foi substituído por Deivid.

Paulo Baier arriscou de fora da área, aos 20 minutos, após cruzamento de Léo, e a bola passou por cima da meta santista. O jogo era bom na Vila e, aos 27 minutos, Cícero mandou uma bomba para defesa de Weverton, que quase se complicou o lance. Mais Peixe no ataque. Um minuto depois, e o goleiro atleticano desta vez foi bem para salvar cabeçada de Durval. Mas, aos 37 minutos, Marco Antônio aproveitou rebote de Aranha e confusão na área para empurrar para o fundo do gol.

Para a segunda etapa, nenhuma nova alteração nas equipes. Aos três minutos, Manoel tabelou co Marcelo e, na devolução, saiu com bola e tudo. Aos seis minutos, o artilheiro Ederson soltou uma pancada pra defesa de Aranha. Na resposta, aos nove minutos, Thiago Ribeiro encobriu Weverton, porém, exagerou na força. A partida seguia cheia de alternativas, com os times buscando o ataque.

Jogada individual de Thiago Ribeiro, aos 16 minutos, com a bola sobrando para Leandrinho que, dentro da área, cochilou e desperdiçou o ataque. Aos 20 minutos, Durval pegou sobra de bola e bateu forte, em cima de Manoel, que salvou o Atlético. O ritmo do jogo caiu bastante em sua reta final. Aos 27 minutos, Ederson tentou encontrar Paulo Baier, e Alisson apareceu para dominar o lance.

Após as mudanças realizadas pelos dois treinadores, o jogo voltou apegar fogo, com algumas jogadas mais ríspidas. Aos 37 minutos, Paulo Baier cobrou falta tentando surpreender Aranha, que fez grande defesa para ceder escanteio. Aos 40 minutos, Cicinho fez o cruzamento, Thiago Ribeiro cabeceou e a bola explodiu na trave. Mas, no lance seguinte, Emerson fez tabela recebeu na área e chutou cruzado para descontar.Éverton Costa teve a chance de empatar, aos 49 minutos, e Weverton fez grande defesa para garantir os três pontos.