Esportes

Vitória vence em casa e complica o Coritiba

O Vitória fez a lição de casa diante do aniversariante Coritiba e venceu por 2 a 1, no Estádio Barradão, se reabilitando no Campeonato Brasileiro 2013. Com o resultado, a equipe rubro-negra chega aos 40 pontos, na quinta colocação. Já o Coxa, que não contou com Alex, com 34 pontos, estacionou na 15ª colocação e terá que secar os adversários diretos se não quiser terminar a rodada na zona de rebaixamento.

O Leão precisou de 12 minutos para abrir o placar, com Marquinhos, que aproveitou vacilo da zaga adversário para pegar de primeira e balançar as redes. Geraldo deixou tudo igual aos 46 minutos, com um belo chute. Na segunda etapa, aos 25 minutos, Dinei pegou sobra de bola para fuzilar para as redes.

Na próxima rodada, o Vitória volta a campo na quinta-feira, quando recebe o Botafogo, novamente no Barradão. Já o Coritiba encara a Ponte Preta, quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo -O Leão começou com maior posse de bola e tentando pressionar, mas encontrou uma defesa bem postada. O Alviverde, pro sua vez, esperava para buscar o contra ataque. As sete minutos, Geraldo levantou na área e Michel saiu para interceptar. A resposta, entretanto, foi fatal. Aos 12 minutos, Juan pegou sobra de bola e cruzou para Marquinhos, que pegou de primeira para abrir o placar.

O primeiro chute a gol do Coxa aconteceu apenas aos 17 minutos, com o angolano Geraldo, que pegou bonito na bola, mas mandou pela linha de fundo. Aos 22 minutos, Júlio César aproveitou torça de passes pelo alto e cabeceou nas mãos de Wilson. Boa roubada de bola de Robinho, aos 27 minutos, mas na sequência o chute saiu fraco, em cima da defesa rubro-negra.

O Coritiba melhorou, mas ainda sofria com as investidas baianas. Aos 29 minutos, Renato Cajá deixou a defesa coxa-branca para trás e bateu para grande defesa de Vanderlei. O camisa 1 alviverde voltou a trabalhar bem aos 39 minutos, em chute forte de Marquinhos. Cobrando falta, Ayrton levou perigo, aos 43 minutos, Vanderlei nem se mexeu. Porém, aos 46 minutos, Geraldo acertou um belo chute pra deixar tudo igual.

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem modificações. O Coritiba adiantou um pouco a marcação para evitar a pressão da etapa inicial. Aos sete minutos, Marquinhos fez a jogada individual, mas não passou pela última linha de defensores. Aos nove minutos, novamente em cobrança de falta, Ayrton bateu no ângulo e Vanderlei defendeu com a ponta dos dedos.

O Alviverde voltou a parecer no ataque, aos 15 minutos, com Júnior Urso, com uma testada forte, para fora. O troco veio na sequência, com Cáceres, que bateu na rede, pelo lado de fora. Ayrton era a principal arma do Vitoria nas bolas paradas. Aos 20 minutos, o lateral cobrou falta, mas desta vê isolou. Até que, aos 25 minutos, Dinei aproveitou sobra de bola para estufar as redes.

Com o segundo gol e as modificações feitas por Chamusca, o Alviverde caiu de produção e ainda contava com a falta de pontaria do ataque, como aos 34 minutos, com Bottinelli isolando a bola após receber rebote de frente para o crime. Mais Bottinelli no ataque, aos 37 minutos, e mais um chute torto, sem direção. Aos 43 minutos, William Henrique recebeu na cara do gol, tocou na saída de Vanderlei e mandou para fora. Por sorte não fez falta aos baianos.